Consultoria e Treinamento em Gestão

CONTATO:

rogeriocarlosdias@gmail.com

Londrina/PR

Siga:

  • Facebook Clean

Quando for escolher seu candidato a  vereador observe:

a) Se de fato o candidato é ficha limpa e nunca foi envolvido em crimes;

b) Se o candidado terá tempo para governar, se ele não terá que compatibilizar com outras atividades que já exerce. 

c) Veja se o canditado conhece mesmo a cidade, se ele já fez parte de administração pública federal, estadual ou municipal, se de fato tem conhecimento das funções de governo como Educação, Saúde e Segurança e demais.

d) Observe se o candidato tem formação na área pública ou especializações para estar no cargo de vereador; A gestão por competência é muito importante para que o futuro eleito não dependa totalmente de assessorias.
e) O candidato não deve ser corporativista e sim cidadão ao ponto de defender o melhor pra cidade e não para determinados grupos, asssim, todos os setores estariam economicamente viáveis, mais empregos e menos privilégios.

f) O Vereador deve ser imparcial em suas decisões e prever sempre a comunidade, isso traz isonomia no organograma das atividades em geral, tornando mais viáveis as convivências entre Governo, Serviços, indústria Comércio e Instituições.

g) Não é função de vereador e nem de seus assessores, representar certos indivíduos ou determinadas empresas , nem mesmo as que são fornecedoras de serviços materiais ao Município. O Vereador deve representar a sociedade em geral, não deve ser procurador de interesses individuais.

h) O vereador, deve conhecer o regimento, ao estudar os projetos, deve observar o histórico do objeto em questão, estatísticas, boas práticas sobre o assunto a ser colocado em votação, sem nunca esquecer o interesse público.

Dou filiado ao NOVO e acredito que:

1-Deve ser extinto o fundo partidário, cada partido deve manter seus filiados e candidatos sem usar recursos públicos. Os recursos públicos devem gerar projetos em prol da população e não a pretenções partidárias.

2-Não deveria haver mais que uma reeleição, ou seja, não transformar a polícita em um cargo ou profissão, renovar sempre e dar oportunidade a outros com novas ideias.

3-O governo deve diminuir impostos, reduzir despesas e desburacratizar os procedimentos, ser mais rápido em suas ações e serviços.

4-Nenhum candidato deveria ser eleito caso tenha ficha suja; honestidade é relevante em todos os setores, públicos ou privados.

5-Deveriam extiguir o foro privilegiado, todos devem ser iguais perante a Lei.

6-As despesas de gabinetes, verbas extras, assessorias e auxílios deveriam ser mínimas, deve-se priorizar as áreas de execução de Educação, Saúde e Segurança.

7-Devemos focar os serviços essenciais à população, com projetos e planos permanentes e estratégicos para Saúde, Educação e Segurança e dentro delas a assistência que a população necessita.

8-Devemos pensar a longo prazo e continuidade entre gestões governamentais e não apenas em quatro anos de governo.

9-O voto também deveria ser democrático e não obrigatório.

10-A livre iniciativa e de mercado é premissa para o desenvolvimento, deve-se diminuir as interferências governamentais no mercado, com isso pretende-se mais concorrência e oportunidades ao empreendendorismo.

Desafios de um Prefeito:

Eficiência no serviço público, Serviços, Consultorias e Treinamentos em:

a) Formação de equipes do primeiro escalão diante da técnica de gestão por competência e confiar aos escolhidos a segragação de função.
b) Analisar os problemas e trazer
soluções dentro das Formas de Licitações e Contratos Municipais.
c) Manter o
transporte público e escolar. 
d) Manter
investimentos em vias públicas, praças, edifícios e balancear a folha de pagamento.
e) Controlar os
processos e bens municipais.
f)  
Confiar e treinar constantemente os servidores para composição de Planilhas de custos e formação de preços de materiais e serviços.
g) Aderir
formas de contratação eficientes com transparência e maior controle e economia de recursos.
h)
Informatizar setores, diminuir gastos com pessoal, otimizar processos, dar mais prioridade a investimentos em retorno aos cidadãos.
i) Filtrar todos os processos observando sempre a legalidade, liquidação da despesa e segregação de funções. 
Observação: Tudo isso com planejamento orçamentário por recursos próprios e externos previstos no exercício anterior e acompanhamento da
execução dentro do exercício corrente.
Difícil, o desafio é grande mas nada se tornará fácil se o fizer de boa vontade e dentro dos princípios que norteiam os bons costumes.

Temos que ser diferentes:

Não usar dinheiro público para campanha política.

Não ser político de profissão.

Cobrar menos impostos.

Diminuir a burocracia.

Pessoas competentes e honestas nos cargos públicos.

Acabar com foro privilegiado.

Apoiar operações contra corrupção.

Projetos para a cidade e não para reeleições.

Fim do voto obrigatório.

Livre iniciativa e Livre mercado.

Foco em funções de governo: Saúde, Educação e Segurança.

Como o município se planeja, quais são as diretrizes e prioridades e como e quando serão executadas as metas municipais!

  Formas Eficientes de Contratação

“ Modernize os processos administrativos"

O Termo de Referência é a chave para bons contratos e serviços eficientes.

Entenda como elaborar o objeto de licitação e as exigências principais e assessórias para que o seu Município obtenha produtos de qualidade e forneça bons serviços à população.

Previna-se do conluio e fraudes em licitações:

1-Tenha uma sala ampla e monitorada para recepção das propostas com um servidor sempre presente.

2-Não determine dia único de entrega de Propostas, deixe o proponente a vontade desde o início da publicação até a data fim para entrega de proposta.

3-Autorize o recebimento de propostas também pelos Correios, ressaltando o prazo limite e forma de destinatário das propostas com descrição da licitação.

4-Não julgue o vencedor no mesmo dia caso os lances do pregão não ocorram ou forem irrelevantes, pouco desconto, ou caso tenha indícios de conluio, suspenda e efetive diligências.

5-Verifique se há freqüência de mesma empresa única proponente no ramo em aquisição e compare se tem isonomia com outros Municípios antes de decidir e adjudicar.

6-Observe sempre os antecedentes da proponente, consulte nas vias eletrônicas, cuidado com empresas de um mesmo grupo que frandam a Lei das Micro Empresas.

Obs: Esteja sempre convicto quanto ao preço de mercado e se realmente houve concorrência, na dúvida não homologue, promova novo processo.

A IN 003/2015-MPOG veio facilitar as aquisições de passagens aéreas sem intermediários, basta o Município aprovar Lei e a forma semelhante.

Temas para Treinamentos ou Palestras:
  1. “Administração Pública seguindo os Princípios”

  2. “Controle de Bens no Setor Público”

  3. “Licitações – Decisões certas sem riscos no certame”

  4. “Licitações, tudo começa no Termo de Referência”

  5. “Gestão de Contratos – Decidindo procedimentos”

  6.  “Empresas, vender para governo é um bom negócio”

  7. “O papel do contador nas compras públicas”

As Micro Empresas tem seus direitos previstos na Lei Complementar Federal 123/2006 e suas alterações.

No entanto há indícios de que algumas organizações ou grupo estão criando várias Micro Empresas para se beneficiarem da LC 123/2006.

Em caso de suspeita, previna-se observando junto ao site da Receita Federal, "Consulta CNPJ", Quadro Societário, quanto a possibilidade desta estar associada a outras empresas pelo CNPJ e ou Sócios, confirmando a licitude de participação de determinada Micro Empresa no processo pois, o §4º do Artigo 3º da LC 123/2006 traz impedimentos a determinadas MEs que não podem se beneficiar em Licitações.

Caso ocorra o mencionado e a MEs tenha coberto valor de outra concorrente no processo, a Administração deverá punir a participante com base no Artigo 93 da Lei 8.666/1993 e solicitar abertura de IPL ou Denúncia direta ao MP.

Controle de Bens no Setor Público:

Saiba como manter os bens, conservar, organizar, armazenar e desfazer dos bens inservíveis.